segunda-feira, 30 de agosto de 2010

How You Remind Me?



No final desta vida, é a única pergunta que quero fazer...

Umas últimas palavras...



Já alguns dias que ando para escrever aqui… mas sempre que penso em algo, a minha mente revê tudo e mais alguma coisa… nestes últimos tempos tenho pensado sempre na minha vida… não no tempo que passou recentemente mas sim nos meus 23 anos de existência…

Os meus primeiros 16 anos de existência pudera-se dizer que foram normais… bem, a minha vida nunca teve nada de normal, mas podemos dizer que eu vivia, ia a escola, estava com amigos, acreditava nas minhas crenças religiosas, como sendo Testemunha de Jeová, hoje já não digo o mesmo, mas respeito quem defende as suas crenças… hoje a minha crença é simplesmente fazer o melhor a quem simplesmente precisa de ajuda…

Aos meus 16 anos tudo muda na minha vida… eu simplesmente deixo de acreditar em tudo e em todos, com a morte do meu tio a minha frente, muita coisa é posta em questão, tudo o mundo, e sim literalmente tudo mundo fica ou contra mim ou simplesmente a olhar-me de lado… aos 16 anos tornei-me no homem, tive que crescer depressa… mas as coisas nunca foram as mesmas… eu não queria ser aquele Roberto, eu queria simplesmente ser o Roberto… um puto que gostava de ir as aulas, que curtia a vida com os amigos, e que até tinha boas notas… mas naquele ano foi diferente, eu não queria ir para a escola, eu não queria estar com pessoas… passaram a ser estranhos aquelas pessoas, colegas, que frequentavam as mesmas aulas que eu, elas não sabiam aquilo que eu estava a passar… as discussões lá em casa por causa do meu primo bastardo, a minha própria avô dizer que eu andava atrás da herança do meu tio, simplesmente por bater o pé a família e dizer que não eram feitas as coisas como eles queriam… ninguém na escola sabia disso, e eu também não queria contar a ninguém… então escondi a minha tristeza, o meu verdadeiro ser atrás de uma mascara de palhaço… queria que se rissem de mim… simplesmente para não me encherem de perguntas…

Assim passei dois anos da minha vida… com 18 consegui entrar na universidade, tudo tinha corrido bem, se tudo simplesmente ficasse no passado… mas as coisas não foram assim tão simples, com o álcool, todas as noites as imagem do acidente vinham a minha mente todos os dias antes de adormecer… com as imagens vinham noites de adormecer a chorar, noites em que me perguntava o porque o meu tio e não eu, o porque de eu ter ficado parado na berma da estrada enquanto o meu tio atravessou… todas essas perguntas, e ninguém para me explicar…

Com 19 anos conheço a mais belas das mulheres, o seu nome Daniela, foi com ela que superei todo o trauma do meu tio, ela ouvia sem me julgar, ouvia e não me olhava com os olhos de que eu tinha feito algo de mal… foi com ela que eu abri tudo o meu ser… passou a ser a minha companheira, com ela chorei, partilhei as minhas fraquezas, as minhas tristezas, os meus sonhos, as minhas alegrias… com ela criei memórias, vivi momentos espectaculares, começava a ser feliz outra vez…



Chega 2008… ano mais triste até agora da minha vida… o ano começa com o correr do divorcio do meu irmão, e logo em Janeiro tenho o fantástico anuncio do divorcio dos meus pais… “Os papeis já estão em andamento no advogado “ foram estas as palavras do meu pai… acho que simplesmente o assunto ficou na prateleira durante uns anos depois da morte do meu tio… acho que no fundo sabia que ia acontecer, simplesmente não queria, queria que todos os portos estivessem calmos para eu poder aportar lá quando precisava… mas as coisas não estavam para ficar por ai… o meu curso estava a ir por água abaixo, eu simplesmente não conseguia-me concentrar nas aulas… e eu disse ao meu pai, que se naquele ano eu não conseguisse, eu ia trabalhar… a pessoa que eu amo está acabar o curso dela, e eu estou a ficar para trás… as conversas que tínhamos antes de adormecer, já não existem, ou porque está muito cansada por causa do projecto, ou por que eu não quero sobrecarregar com os meus problemas… as coisas começam a piorar entre nós, no meio do ano, o pior que eu temia aconteceu… tenho que ir trabalhar para viver… tudo piora com o andar das coisas, a minha conta bancária esta a ficar a zero, e as contas estão a bater a porta para pagar… começo a entrar numa espiral de mais decisões que me vão enterrar mais e mais… arranjei trabalho, mas com todos os problemas afastei-me da mulher que amava, acordei um dia, com todo na cabeça, e simplesmente perdia… acabei tudo com ela. Comecei a trabalhar, a ganhar dinheiro, mas as coisas matutavam cada vez mais na minha cabeça, eu queria simplesmente esquecer todos os meus problemas… comecei a beber, todos pensavam que eu bebia socialmente, que só apanhava uma ou outra borracheira, mas era o contrario… eu bebia todos os dias, a borracheira era pior no dia a seguir… eu simplesmente continuava a piorar as coisas… cheguei ao ponto de quase entrar em hipotermia por ter adormecido no carro de tanto álcool que eu tinha bebido naquele dia… dois dias depois desse acontecimento cheguei ao fundo do poço… eu que sempre gostei de viver a vida, pensei em tirar a minha própria vida, atirando-me do 3 andar onde moro… simplesmente cheguei a casa com mais uma grande borracheira, e o chão da estrada simplesmente pareceu tentador…

Acordei… naquele momento acordei para a vida, vi que estava a dar cabo da minha vida… foi atrás de ti, Daniela, precisava da tua ajuda, precisava do teu carinho, do teu abraço… mas tu disse-te que já era tarde de mais… tinhas encontrado outro, alguém que também te compreendia, alguém que te deu a mão, quando eu simplesmente não estava lá… simplesmente deste-me a tua companhia… isso eu não consegui aceitar, precisava de mais…



Assim começava 2009… tentava compreender o melhor, o pior dos seres humanos, EU, eu tinha que montar tudo o puzzle que tinha a minha frente, só, para que simplesmente pudesse dar um rumo a minha vida… comecei com o mais básico, os meus pais… peguei e disse tudo que tinha a dizer… depois tentei por o resto das peças no sitio… simplesmente as coisas não foram fáceis, eu tinha um problema com o álcool, eu precisava de beber, eu precisava de sentir o sabor da cerveja todos os dias, os dias que eu não bebia, simplesmente ao outro dia acordava com uma dor de cabeça horrível, com uma sede que nenhuma outra bebida conseguia matar… mas eu não podia simplesmente dizer que tinha um problema de álcool, eu trabalhava num bar… foi deixando ao poucos, foi diminuindo nas quantidades que bebia por dia… o falar com as pessoas também ajudou a entender o meu passado, o como tinha chegado onde cheguei… acabei por aprender muito com a experiência de clientes que passaram pelo balcão, ais quais agradeço desde já… As mulheres que passaram por a minha vida, também digo um grande obrigado, por mesmo sem darem conta, deram-me uma grande ajuda a sair do buraco em que estava…

As coisas começavam a melhorar, o meu mano casou, e está feliz, e este ano teve a sua primeira filha… o meu patrão também foi pai de um belo rapaz, e os objectivos foram compridos… e eu? Bem eu começava a tomar rédeas da minha vida outra vez, comecei a controlar as coisas… mas quando perdia o controlo, as coisas voltavam outra vez afundar… por isso tenho que te pedir desculpa, a ti, Daniela, sim eu sei, as desculpas não se pedem, evitam-se mas quando abusava no álcool, eu começava a matutar em tudo, e simplesmente escrevia-te para tentar entender as coisas, nunca foi por “mal”, simplesmente precisava de entender, precisava de respostas, de como colocar as últimas peças do puzzle da minha vida… tu seguiste o teu caminho, mas eu precisava de encontrar o meu...

O meu melhor amigo, Faro, ouvia os meus desabafos, os meus devaneios, foi com ele que muitas coisas fizeram sentido, foi com ele que eu voltei aprender a viver…

A uns dias atrás simplesmente embarquei numa viagem, durou 4 dias, mas foi uma viagem que simplesmente vai ficar na memória, as peças que eu não encontrava, as coisas que eu não consegui ver nestes anos, foi encontra-las nesta viagem… simplesmente a conduzir, deu tempo para pensar em tudo… e ver todas as peças deste meu puzzle no sítio certo…

Por isso hoje posso dizer que não sinto mais a tua falta, acabou… sim acabou esta minha dependência por ti, foste como cocaína para a minha alma, fizeste-me bem, tiraste-me grandes traumas da minha juventude, mas tornas-te a minha obsessão nestes últimos 3 anos, ficas-te tatuada na minha alma, foram preciso passar 3 anos daquele negro dia, para simplesmente dizer acabou… nunca te esquecerei, mas passas-te a ser uma bela história de amor no meu passado, sempre que me lembro de ti, simplesmente só me provocas um sorriso, por todos aqueles momentos juntos…

Neste dia não só deixei-te de amar, como não tenho medo de voltar a entregar-me… hoje sei o que quero para a minha vida, encontrei o meu caminho, aquele que eu tinha perdido a 7 anos atrás…

Hoje escrevo, já algumas horas que escrevo, não dormi, mas simplesmente precisava de escrever… escrevo para que nunca me esqueça daquilo que passei até hoje, para que não volte a cair no mesmo buraco, escrevo para simplesmente quebrar as correntes que me pendiam ao passado… escrevo para que outros possam aprender algo dos erros que eu fiz… não escrevo para que tenham pena de mim… No final de tudo, escrevo simplesmente por o simples prazer de poder usar as palavras outra vez com uma grande calma no coração e na alma.

A minha vida voltou simplesmente a ser uma minha.


sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Limpar a mente... tudo que passou são memorias... quero começar de novo.




C:// RESET BRAIN

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

I could really use a wish right now...


Ultimamente tem sido difícil... Tenho estado algum tempo sozinho, quando eu penso que a vida está no bom caminho, há caminhos que voltam-se a cruzar na minha vida… Se eu pudesse superar este obstáculo… Já cai em Mim e em seguida levantei-me, mas agora é diferente, são coisas que aparecem não querem sair da minha vida, eu preciso dessa "faísca" para colocar o psicológico em ordem, Não sei como ou porquê ou quando acabei nessa posição que estou. Acho que no final de contas agora não tive culpa para estar aqui.

Estou começando a sentir-me distante novamente, então decidi pegar na caneta... E dar uma tentativa, mas eu não consigo admitir ou agarrar com firmeza o fato de que talvez esteja tudo acabado, preciso de outra alternativa, preciso de outro lugar…

Eu sei que é algo difícil de "engolir", mas não posso sentar e nadar Na minha própria tristeza…

sei uma coisa, serei algo difícil de seguir

Acho que estou começando a perder o senso de humor, tudo está tão tenso e escuro, Não estou procurando atenção extra, simplesmente quero ser como sou… Infelizmente escondo-me atrás das lágrimas de um palhaço.

Agora eu poderia simplesmente sentar-me, falar e lastimar Ou aceitar a situação que me encontro, levantar-me e correr atrás… Nunca fui o tipo de Pessoa de esperar à porta. Mas no final de contas, é aqui que tenho que ficar, só posso entrar quando a briga acabar…



Lift Me Up

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Um passeio ao sol da meia noite...

Eu tenho gelo em minhas veias, sangue nos olhos

Ódio em meu coração, amor na minha lembrança

Eu vivi noites cheias de dor, dias do mesmo

Fica com o brilho do sol, deixa chuva para mim

Eu procuro mas nunca encontro, magoo mas nunca choro

Eu trabalho e sempre tento, mas eu estou amaldiçoado, então deixa pra lá

É ainda pior, mas tempos melhores parecem distantes e fora do alcance

O topo fica mais alto quanto mais que eu escalo

O alvo fica menor, e eu fico maior

Tento me encaixar onde não cabo

Mas logo haverá

Porque toda esta baboseira me deixou mais forte,

Então eu vou levantar o mundo e vou soltar na porra da tua cabeça

E eu posso morrer agora e renascer,

Eu sei o que eles não querem te dizer

Eu só espero que tu sejas enviada dos céus e que sejas imune ao inferno

Eu caminho pelo mundo e apago todas as luzes

Confiança é a mancha que eles não podem limpar

Huh, minha palavra é meu orgulho

A sabedoria é inútil, já dizia o sábio

Prestei para sobreviver, fui assassinado e corrompido

E quando meu fardo ficou pesado, deixei-o de lado

E eu posso morrer agora e renascer.

Dói, mas jamais deixarei mostrar essa dor que tu jamais conhecerás

Se ao menos tu pudesse ver o quão solitário, frio

e insensível me tornei, minhas costas estão contra o muro

Quando fui empurrado, levantei-me e gritei “Vão se foder!”

Parece que essas paredes estão se fechando

Este teto está descendo, logo o tempo se esgotará

Meus dias estão contados como páginas

Essa minha mente trapaceira fez com que todos eles

Tremessem e ficassem com medo de olhar nos meus olhos,

É melhor ter cuidado quando falar do meu nome,

Eu juro que de um jeito ou de outro eu vou fazer esses invejosos acreditarem

Eu juro por Deus, eu não vou ter compaixão,

Eu sou um homem de palavra,

Minha cabeça está mais forte, minha confiança está em alta,

Esta vida é meu pedestal

Ninguém pode me parar.

Eu morri agora e renasci


sexta-feira, 30 de julho de 2010

R.I.P.

Morreu António Jorge Peres Feio. Actor e encenador morreu, ontem, aos 55 anos, após um ano a lutar contra um cancro no pâncreas.

Foi uma grande figura para a cultura de Portugal, ficamos mais pobres.

Fica aqui uma mensagem dada por António Feio, para o filme contra luz.

Aproveitemos todos os conselhos que ele nós deu. Todos os momentos em que colocou um sorriso na nossas faces, e sempre fez o que tinha de ser feito.

Descansa em paz.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Dá-me...




Dá-me um abraço que seja forte

E me conforte a cada canto

Não digas nada que o nada é tanto

E eu não me importo

.. ..

Dá-me um abraço fica por perto

Neste aperto tão pouco espaço

Não quero mais nada, só o silêncio

Do teu abraço

.. ..

Já me perdi sem rumo certo

Já me venci pelo cansaço

E estando longe, estive tão perto

Do teu abraço

.. ..

Dá-me um abraço que me desperte

E me aperte sem me apertar

Que eu já estou perto abre os teus braços

Quando eu chegar

.. ..

É nesse abraço que eu descanso

Esse espaço que me sossega

E quando possas dá-me outro abraço

Só um não chega

.. ..

Já me perdi sem rumo certo

Já me venci pelo cansaço

E estando longe, estive tão perto

Do teu abraço
.. ..

Já me perdi sem rumo certo

Já me venci pelo cansaço

E estando longe, estive tão perto

Do teu abraço

.. ..

E estando longe, estive tão perto

Do teu abraço

sábado, 24 de julho de 2010

Uma grande noite...

Nova discoteca em Viseu, está altamente, 5 estrelas, a noite de Viseu já estava a precisar de algo assim, hoje é a inauguração oficial, para todos, mas eu é o meu melhor amigo, conseguimos convites para ontem… Foi de mais. Conselho de um amigo, vão hoje, aquilo esta de topo. Mas não se esqueçam de passar na Togas Bar.

Aqui fica um warm up para mais logo.













quinta-feira, 22 de julho de 2010

Procura-se....

Apesar de tudo que se passou, o dia até acabou bem... acabou em eu ouvir esta musica... palavras para k???


Desabafo de um madrugador ...

É fodido… é fodido quando simplesmente tudo corre bem, tudo está a entrar nós eixos, e tu simplesmente não sais da minha mente… quer dizer, beber umas minis, e encontrar pessoas que passaram nas nossas vidas como casal, ok, e normal lembrar-me te ti, falar de coisas que se passaram, simplesmente as memorias vem, e quando simplesmente deito a cabeça, e contigo que sonho toda noite….

Agora, quando simplesmente venho dormir, deito-me as 4, porque hoje tenho que ir trabalhar ao meio dia, e simplesmente sonhar… ver o teu rosto tão perto do meu, lembrar-me de todos os pormenores do teu rosto, sentir o doce sabor dos teus lábios, sentir aquele arrepio outra vez de quando o nosso primeiro beijo… os sorrisos, lembrar os momentos ao teu lado… como é simplesmente possível…

Sinto falta de poder simplesmente de caminhar de mãos dadas contigo, passar os serões a falar de tudo que nós rodeia, sinto saudades de passar horas a olhar para ti sem uma única palavra ser dita… Tudo que queria agora era poder simplesmente te abraçar, só mais uma vez para te dizer que nunca mais foi o mesmo depois de teres partido… Dói pensar que te perdi, acho que jamais vou encontrar alguém que me faça tão feliz…

Eu bem que já tentei, mas é impossível apagar as marcas que me deixaste, tatuas-te o teu nome, o teu ser na minha alma, e agora simplesmente não consigo apagar-te, não importa onde estiver, a tua lembrança vai sempre acompanhar-me…

Desculpa, desculpa-me por estar aqui a desabafar, sei que nada vai mudar, sei que estas feliz com quem estás, sei que não posso mais voltar a encontrar-te, mas simplesmente eu preciso desabafar, porque é doloroso, sonhar contigo, e quando acordo não estas ao meu lado…



terça-feira, 20 de julho de 2010

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Owl City - Fireflies

Brand New Day

Yeah, It's been a ride... I guess I had to go to that place to get to this one


A vida, como é possível esta vida, hoje não falo de magoa, não falo de coração pesado, porque hoje não falo de dores da alma… porque hoje o João pestana esqueceu-se de passar pelo meu quarto, o sono não vem, e simplesmente apetece-me escrever , hoje escrevo de uma calma que me invadiu desde alguns dias para cá, apesar de tudo que se passou estar cá dentro, eu olho o passado e não me afecta mais, sinto-me calmo, como simplesmente a minha vida passa-se a ser um rio que depois dos rápidos, das pedras aguçadas, que me fizeram sangrar muito, que me mudaram a vida… agora corre tudo muito calmamente, simplesmente a minha alma esta em paz, com o mundo com a vida, com tudo a minha volta... a minha vida passou a ser uma composição onde antes não tinha tempo a para colocar a pontuação, onde tudo era lido com presa, tudo tinha que acontecer, andasse por onde andasse, para uma composição que simplesmente começa a fazer sentido... finalmente posso escrever com calma nestas novas paginas da vida, sem ter marcas de agua nas folhas novas, lembrando-me do meu passado, muitas paginas já foram escritas na minha vida, houve pessoas que me marcaram, houve outras que eu marquei, muitas pessoas cruzam a minha vida, deixando alguns riscos nestas paginas, outras simplesmente deram pontuação as composições já escritas, outras simplesmente deram sentido as frases, aos momentos, as palavras, as atitudes por simplesmente acrescentarem notas, aos textos já escritos, notas essas que contavam as experiências delas… hoje sinto-me bem, hoje sinto-me um homem novo… não consigo descrever esta sensação que me invade, que me dá calma, que simplesmente me diz que tudo vai ficar bem, apesar de tudo que se passou, apesar das grandes tempestades que me fizeram andar a deriva nestes últimos anos, agora posso dizer que já tenho rumo. Eu não tenho mais medo de ninguém, não tenho medo de nada, mas acima de tudo, eu não tenho mais medo da vida.



Hoje vivo como nunca vivi, hoje posso dizer, que apesar de estar sozinho, estou feliz.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Novos Rumos

Já andava para escrever por aqui alguns tempos… mas com o trabalho, com a corrida do dia-a-dia, esta parte fica para trás, mas hoje aqui a frente do Pc, perdido a ver coisas, encontrei esta musica…


Lembrou-me outros tempos, tempos em que só passava por aqui para apanhar alguma coisa, nunca parava em casa… outros tempos… tempos de grande felicidade, mas ao mesmo tempo, tempos em que simplesmente parecia que não estava em mim…

Hoje abro as minhas asas, as mesmas asas que sempre protegeram quem estava do meu lado… que me foram cortadas aos poucos aos longos dos anos que se passaram, em que me magoava e nada dizia, tempos em que as pessoa faziam comigo o que queriam, tempos em que me magoavam, que eu dava conta, mas depois dava uma desculpa a mim mesmo o pk daquela pessoa fazer aquilo… Mas depois enchia de tudo, e passava uma noite as voltas, quando não chegava mesmo as lágrimas a correr por o rosto…

Hoje as coisas estão diferentes, uma simples musica traz-me o sorriso aos lábios ao lembrar-me de tudo que passou ao ouvir tal melodia…

Houve uma pessoa nestes dias que disse que a lua cheia trás energias positivas na vida de uma pessoa se simplesmente tivermos o espírito aberto, hoje dou-lhe razão… De alguns dias para andei a pensar na minha vida, decidi dar uma volta de 180 graus a minha vida… uma vez que simplesmente estou contente no bar, mas não tem nada a ver com o meu principal sonho, vou desistir dele, e seguir outros… vou abrir as minhas asas, vou voar bem alto, quero tirar turismo para aprender línguas, vou tirar o curso de Barman, e quero ir conhecer mundo… como vou fazer ainda não sei… mas eu vou.


Vamos lá combater outras batalhas… A partir de hoje o céu é o limite

"Uma das calamidades da vida é sonhar apenas quando estivermos dormindo... O homem mais pobre não é o homem sem dinheiro: é o homem sem sonhos."
(Max L. Forman)

.

Ornatos Violeta - Chaga

sábado, 12 de junho de 2010

Hole In My Soul

I'm down a one-way street
With a one-night stand, With a one track mind
Out in no-man's land
(The punishment sometimes don't seem to fit the crime)

Yeah there's a hole in my soul
But one thing I've learned
For every love letter written
There's another burned
(So you tell me how it's gonna be this time)

Is it over, Is it over
'Cause I'm blowin' out the flame

Take a walk outside your mind
Tell me how it feels to be
The one who turns the knife inside of me
Take a look and you will find there's nothing there girl
Yeah I swear, I'm telling you girl yeah 'cause
There's a hole in my soul that's been killing me forever
It's a place where a garden never grows
There's a hole in my soul, yeah I should have known better
'Cause your love's like a thorn without a rose

I'm as dry as a seven-year drought
I got dust for tears
And I'm all tapped out
(Sometimes I feel broken and can't get fixed)

I know there's been all kinds of shoes underneath your bed
Now I sleep with my boots on but you're still in my head
(And something tells me this time I'm down to my last licks)

'Cause if it's over, Then it's over
And it's driving me insane

Take a walk outside your mind
Tell me how it feels to be
The one who turns the knife inside of me
Take a look and you will find there's nothing there girl
Yeah I swear, I'm telling you girl yeah 'cause
There's a hole in my soul that's been killing me forever
It's a place where a garden never grows
There's a hole in my soul, Yeah, I should have known better
'Cause your love's like a thorn without a rose

If it's over, It is over
'Cause I'm blowin' out the flame

Take a walk outside your mind
Tell me how it feels to be
The one who turns the knife inside of me
Take a look and you will find
There's nothing there girl yeah I swear
I'm telling you girl, yeah 'cause
There's a hole in my soul that's been killing me forever
It's a place where a garden never grows
There's a hole in my soul, Yeah, I should have known better
'Cause your love's like a thorn without a rose